PERIODONTIA : Aumento gengival associado ao climatério: remoção cirúrgica

As alterações nos níveis dos hormônios sexuais (estrógeno e progesterona) na mulher, durante a puberdade, gravidez, ciclo menstrual, climatério e uso de anticoncepcionais orais, além de atuar em outros orgãos, também agem na cavidade bucal, em especial nos tecidos periodontais, como fator modificador de vários tipos de manifestações patológicas pré-existentes.

Aumento-gengival

Este desequilíbrio hormonal altera a resposta tecidual ao biofilme dental, influenciando na composição da sua microbiota e estimulando a síntese de citocinas inflamatórias, em especial das prostaglandinas. 


O caso clínico apresentado reporta-se a uma paciente com 49 anos, na fase do climatério, que procurou atendimento na Clínica de Periodontia da FOP/UPE, após várias tentativas de tratamento mal sucedido, em função da presença de um aumento gengival localizado na região palatina, envolvendo os dentes 15 e 16.


Realizaram-se sessões de orientação sobre higiene bucal e raspagem/alisamento corono-radicular, encaminhamento para um médico ginecologista para equilíbrio das taxas hormonais, com posterior ressecção da lesão. Os resultados da terapêutica periodontal e ginecológica foram efetivos, evitando a recidiva da lesão. 

ARTÍCULOS RELACIONADOS