5 tipos de efeitos colaterais da ANESTESIA DENTÁRIA


Diversos procedimentos odontológicos requerem o uso da anestesia dentária.

Os usos mais comuns são no tratamento das cáries dentárias, ou na remoção de dentes, como os sisos, por exemplo. Estas são as anestesias locais ministradas nos consultórios mesmo, nos tratamentos dos pacientes.

Mas em procedimentos cirúrgicos mais complexos, como cirurgias buco maxilares, de trauma ou ortognáticas, pode haver a necessidade do uso da anestesia geral. Já estas intervenções são realizadas em ambientes hospitalares.

Assim com outros tipos de anestesia, a dentária também pode acarretar efeitos colaterais nos pacientes. Alguns mais simples e comuns, e outros mais difíceis de ocorrer, mas ambos requerem cuidados e recomendações dos profissionais da Odontologia.

Veja também: Terceiro molar em fratura mandibular: relato de caso


A seguir vamos elencar alguns tipos de efeitos colaterais da anestesia dentária. Acompanhe:

Dificuldades nos movimentos faciais
Infelizmente a anestesia dentária não dura o mesmo tempo que os tratamentos que a requem. Na maioria das vezes, os pacientes saem dos consultórios com aquela sensação de dormência na região da boca.

Esta dormência pode resultar em dificuldades nos movimentos simples da face. Como a fala, por exemplo, que pode apresentar alguma alteração por conta da anestesia dentária. Dificuldades em comer e beber também são comuns.

Os dentistas indicam cuidados redobrados caso o paciente venha a comer com a boca ainda dormente, já que este pode acabar machucando regiões com a mastigação por conta de não senti-las.

Há relatos ainda de efeitos colaterais da anestesia dentária que afetam o movimento de piscar. O paciente pode não conseguir fechar o olho do lado da face que foi anestesiada. Caso isso ocorra, o fechamento do olho deve ser realizado com a ajuda das mãos para evitar o ressecamento.

Mas todas as situações narradas acima tendem a ser temporárias e passar junto com o efeito da anestesia dentária. Caso persista a conversa com o dentista é essencial.

Inchaços e Hematomas podem ocorrer com a anestesia dentária
Alguns pacientes podem apresentar inchaço e hematomas próximo do local da anestesia dentária. Isso acontece quando a agulha utilizada para aplicação da anestesia atinge algum vaso sanguíneo.

Arritmias também podem ser efeitos colaterais da anestesia dentária
Este efeito colateral tende a ser momentâneo, mas também pode aparecer junto com a aplicação da anestesia dentária. Isso porque em sua composição há componentes vasoconstritores que elevam o ritmo dos batimentos cardíacos.

Os vasoconstritores servem para que a absorção do anestésico seja feita mais lentamente pelo organismo. Pacientes diabéticos, por exemplo, não podem ser submetidos a anestésicos que contenha estes componentes.

Tonturas
Alguns pacientes podem relatar ainda tonturas após a aplicação da anestesia dentária. Mas é importante ressaltar que o medo de pacientes quanto ao tratamento dentário pode acarretar alguns desses sintomas. Tonturas também podem ocorrer devido a dose do medicamento ministrado.

Reações alérgicas
Elas não são muito comuns, mas os pacientes e os profissionais da Odontologia devem se atentar aos efeitos colaterais da anestesia dentária. Inchaço nas vias respiratórias e garganta podem indicar reações alérgicas devido a sua aplicação.

Ela pode ser acarretada pela anestesia dentária em si, ou pela aplicação conjunta com algum medicamento que o paciente esteja tomando. Por isso, o uso de qualquer tipo de medicamento deve ser relatado aos dentistas antes dos tratamentos.

Efeitos colaterais existem, como na ingestão de qualquer outro medicamento. Mas os mais comuns da anestesia estão relacionados ao desconforto da dormência na área tratada. Mas os demais sintomas não podem ser descartados.

blog.ceaico.com.br




Share:

TAMBIÉN TE PUEDE GUSTAR

Facebook comments: